PUBLICIDADE

Caso Purnima Ekanayake - Reencarnação

6 de julho de 2015

Purnima começou a falar suas primeiras palavras com 2 para 3 anos de idade, e pouco depois já conseguia falar algumas frases. Com o desenvolvimento de sua fala, Purnima começou a falar coisas muito estranhas e que chamaram a atenção de seus pais. Sempre ao irem até o centro da cidade, Purnima falava:“Pessoas que dirigem por cima de outras pessoas são pessoas más” e frequentemente, mesmo em casa, Purnimapeguntava pra sua mãe: “Mamãe, você não acha que pessoas que causam acidentes são pessoas más ?”

Com o tempo, as conversas de Purnima ficaram ainda mais estranhas. Aos 4 anos, depois de ver um famoso programa na televisão sobre o Templo Kelaniya (templo de peregrinação de budistas no Sri Lanka e distante 145 km de Bakamuna), Purnima disse conheçer o templo. Poucos dias depois, uma excursão da escola onde os pais de Purnimatrabalhavam foi até a cidade de Kelaniya conhecer o templo,Purnima foi com os pais. Ao chegar à cidade, Purnima disse:“Eu morei do outro lado desse rio (Rio Kelaniya).”
Quanto mais o tempo passava, mais as conversas de Purnimaficavam estranhas, ela começou a falar sobre ter uma outra mãe, um outro pai e sobre uma fábrica de incensos. Falava também sobre um terrível acidente com um Zoku (uma espécie de ônibus). Apesar de acharem estranho essas “conversas” da pequena Purnima, os pais não deram muita atenção, Purnimaera muito pequena e eles pensavam que ela era apenas uma criança falante, esperta, inteligente e com muita imaginação, achavam até engraçado. Em certa ocasião, um amigo repórter do pai de Purnima escutou ela falando sobre incensos, achou engraçado e levou para ela um pacote de incensos. Tímida, a pequena Purnima não queria conversar com o amigo do pai, mas depois de olhar e examinar com suas mãozinhas o pacote de incensos disse: “Eu posso fazer incensos melhores do que esses.”
Continuaram a vida normalmente, mas tempos depois, uma frase de Purnima fariam os seus pais a olharem com outros olhos as afirmações da filha. 
Em 1993, aos 6 anos de idade, Purnima percebeu que sua mãe estava triste, cabisbaixa. Havia tido um acidente de carro perto da casa da família e uma pessoa havia morrido. A mãe de Purnimaficou triste com o acidente, mas a pequena Purnima tentou acalmar a mãe dizendo:
“Não se preocupe com isso. Eu vim para você depois de um acidente também.”

O que pensar ? … Os pais de Purnima chegaram a uma conclusão assustadora: A pequena Purnima parecia ter lembranças de uma outra pessoa, ou mais especificamente, de uma vida passada.


Creditos e mais detalhe
Comentarios Facebook
Comentarios Blogger

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial



Teste Teste 2

Visualizações de página!!

siga-me no Google+

 
back to top